O evangelho deste domingo (01.09) fala da humildade ao qual todos nós devemos ter. Claro que  algumas pessoas já nascem humildes, outras é preciso se esforçar para serem humildes, pois isto é uma das grandes virtudes do ser humano.

O homem que serve aos outros recebe de Deus a recompensa, desde que esse serviço seja para agradá-Lo. Mas quando serve para tirar vantagens no seu serviço ou espera algo em troca pelo seu serviço isto não agrada a Deus. Se queremos ser recompensados por Deus, devemos tirar esse sentimento de "negócio" aqui na terra porque Ele nos dará a recompensa nos céus. Todos aplausos da terra na terra fica!

Neste 16º Domingo do Tempo Comum, a liturgia da palavra nos fala da dedicação em servir a Deus. Abraão nos dá um grande exemplo de dedicação que para ele é uma honra servir aqueles mensageiros de Deus. Naquele momento não poderia desperdiçar a oportunidade do serviço a Deus. Caros irmãos, quantas vezes em nossas vidas temos a oportunidade de servir a Deus, seja através da Igreja ou no necessitado e acabamos jogando essa oportunidade fora?

Neste domingo estamos celebrando a Solenidade de São Pedro e São Paulo, os quais são considerados como as duas colunas principais da Santa Mãe Igreja.

São Pedro foi o primeiro papa tendo o importante ofício de governar, ensinar e santificar todas as coisas. São Paulo é um dos apóstolos que se expandiu diante das metodologias que utilizavam no seu tempo para evangelizar. Era um homem que possuía em si um conhecimento vasto, dotado de três culturas diferentes: foi judeu, grego e ao mesmo  tempo romano.

Segundo o que nos dizem os textos sagrados, foram homens escolhidos por Jesus para anunciarem Sua palavra às nações. Possuem toda plenitude de confirmar os irmãos na fé, já que foram chamados por Jesus, o cabeça da Igreja.

“Depois subiu ao monte e chamou os que ele quis. E foram a ele. Designou doze entre eles para ficar em sua companhia. Ele os enviaria a pregar com o poder de expulsar os demônios. Escolheu estes doze: Simão, a quem pôs o nome de Pedro; Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão, aos quais pôs o nome de Boanerges que quer dizer Filho do Tovão. Ele escolheu também André, Felipe, Bartolomeu, Mateus, Tomé, Tiago, filho de Alfeu, Tadeu, Simão, o Zelador; e Judas Iscariotes, que o entregou (Mt 3, 13-19)

Neste domingo as leitura vêm nos relatar sobre o dever de evangelizar.Além dos doze apóstolos, Jesus escolhe mais setenta e dois discípulos enviando-os às cidades, principalmente aquelas onde eles moravam. Isso nos mostra que Jesus não se limitou apenas aos apóstolos, pois a necessidade de evangelizar é grande e a mensagem de Jesus deve ser expandida a todos que ainda não conhecem esta verdade.

No evangelho de Lucas deste 10º Domingo Comum somos chamados a refletir sobre dois pontos importantes: a misericórdia e sobretudo o ofício missionário do discipulado de Jesus.

O evangelista nos leva a compreender o imenso amor misericordioso do Filho de Deus que diante de sua missão vai realizando tantos prodígios em prol de toda humanidade criada por Ele. Ao mesmo tempo, todos são chamados a serem protagonistas da inclusão dos mais necessitados ou dos que vivem à margem da nossa sociedade. Por este motivo, o discípulo deve conhecer seu mestre e ter sempre em vista a preferência pelos que se aproximam deste redil do Senhor, que são chamados a serem estes novos “Elias”, nos dias de hoje, fortalecidos por sua palavra, promovendo esta vida plena.

Página 1 de 3

Desenvolvido pela Pastoral da Comunicação - Paróquia de Nossa Senhora da Conceição (2017)

Please publish modules in offcanvas position.